greve

/Tag:greve

Funcionamento do metrô na greve dos metroviários

Após uma audiência nesta segunda-feira (06) para decidir o futuro da greve dos metroviários, não houve acordo para que ela chegue ao fim porém o Tribunal Regional do Trabalho determinou que seja garantido um número mínimo de empregados para a disponibilidade de trens do Metrô-DF. Confira o horário que as estações funcionarão a partir de agora: Segunda a sexta-feira: 5h30 às 23h30. Haverá 18 trens disponíveis nos horários de pico de segunda a sexta no horário de 6h às 8h45 e de 16h45

Entenda como funcioará a greve dos metroviários

Após a Assembléia no dia 01/05, metroviários entram de greve por tempo indeterminado. As estações só serão abertas nos horários de picos, e após isso serão fechadas. Segundo o Metrô DF a Companhia do Metropolitano do DF lamenta que o Sindicato dos Metroviários tenha orientado a categoria a abandonar as negociações com a deflagração da greve nesta quinta-feira. O horário de funcionamento será de segunda à sexta de 05h30 as 10h30, após esse horário todas as estações serão fechadas e retornarão

Empresas repetem proposta e rodoviários mantêm indicativo de greve

Categoria é contra terceirização e jornada intermitente. Paralisação está marcada para começar segunda (24/9). Metroviários também vão parar Os rodoviários se reuniram com as empresas de ônibus na tarde de quinta-feira (20/9), mas não houve consenso que pudesse dissuadir a categoria de entrar em greve. A paralisação está com início marcado para esta segunda (24/9). Segundo o diretor do Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal, João Osório, as companhias repetiram a última proposta e se recusaram a retirar da pauta a possibilidade de terceirização de

Greves: previsão de caos no transporte público do DF

Por reajuste salarial, metroviários e rodoviários vão cruzar os braços a partir de segunda-feira   A próxima semana promete começar complicada para os usuários do transporte público da capital. A partir da 0h de segunda-feira, rodoviários e metroviários devem paralisar as atividades para reivindicar demandas trabalhistas. Assim, os milhares de cidadãos que dependem desses meios de locomoção ficarão desassistidos. O Sindicato dos Metroviários (Sindmetrô) enumera as pautas descumpridas pela empresa, estabelecidas em acordo: o pagamento do reajuste salarial retroativo prometido em 2015 e

Fila nos postos de combustíveis em Águas Claras! De novo?

Por volta das 22hs o dfaDFÁguasCla recebeu imagens de filas se formando em um posto de combustível de Águas Claras (Ipiranga da Av Castanheiras), não demorou muito para que um os grupos de WhatsApp DFÁguasClaras fosse abastecido de informações, vamos a elas. Tem fila no posto Ipiranga da Av Castanheiras, posto JR em frente ao La Salle e nos postos da EPTG. Hoto Barros diz: “Consequencia de msgs que circulam sobre suposta nova greve de caminhoneiros que iria acontecer daqui a 10

Metroviários entram em greve por tempo indeterminado nesta quinta (9)

Os mais de 150 mil brasilienses que utilizam o metrô diariamente devem ficar atentos. Os metroviários vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir da 0h desta quinta-feira (9/11). Apenas 30% dos funcionários vão permanecer nos postos de trabalho. Brasília(DF), 15/08/2016 – Greve dos metroviários – Usuários do Metrô DF esperam o horário da abertura dos portões da Estação Rodoviária – Foto: Daniel Ferreira/Metrópolesrniqueiras A decisão foi tomada pela categoria na noite de domingo (5), em uma assembleia realizada na Estação Praça

GREVE GERAL!!! SEXTA-FEIRA VAI PARAR TUDO!

Por que essas greves são sempre convocadas para 6ª feira? Será é que é para emendar o fim de semana? Servidores e trabalhadores vão às ruas contra as reformas Trabalhista e da Previdência. As centrais sindicais estão convocando todos a aderir à greve desta sexta-feira, dia 30/06. A mobilização é um protesto contra a reforma trabalhista  e previdenciária e o governo Temer. Dezenas de categorias já confirmaram a adesão à greve geral marcada pelas centrais sindicais nas principais cidades do país. Aqui, no DF, rodoviários e metroviários já

Veja os serviços que devem parar em Brasília com a greve geral de sexta

Centrais sindicais de várias categorias já confirmaram a participação no movimento nacional contra as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo governo Temer.A greve geral nacional programada para esta sexta-feira (28/4) deve mobilizar trabalhadores de vários setores do Distrito Federal. As centrais sindicias das principais categorias já realizaram convocações de adesão ao movimento, que será realizado em protesto às reformas da Previdência e trabalhista, propostas pelo governo Temer. Em Brasília, o protesto está programado para ocorrer na Esplanada dos Ministérios.Segundo