fbpx

comércio

/Tag:comércio

Ibaneis amplia horário de bares e restaurantes reduz toque de recolher no DF

Ibaneis amplia horário de bares e restaurantes reduz toque de recolher no DF   Por Pablo Giovanni  |  Foto: Quattro Pizza Bar/Divulgação 03/05/2021 16:28, atualizado às 16:29 de 03/05/2021    O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decidiu ampliar o horário de funcionamento dos bares e restaurantes e reduziu o tempo do toque de recolher na capital. As restrições de horário eram parte das medidas de enfrentamento da pandemia de covid-19 e, com a nova decisão, as novas medidas passam a valer a partir

Presidente do STJ derruba decisão que retoma o lockdown no DF

O ministro Humberto Martins atendeu pedido do GDF para suspender decisão que determina medidas mais rígidas na capital do país   O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, derrubou a decisão que determinava a volta das medidas mais restritivas no Distrito Federal, o que representaria o retorno do lockdown. Com o entendimento desta sexta-feira (9/4), o GDF volta a ter autonomia para definir o que abre e fecha na capital do país. Humberto Martins deferiu o recurso

TJDFT acata pedido do GDF, e reabertura pode ser autorizada novamente

No entanto, é preciso que o governo publique novo decreto de reabertura destes setores. O anterior não é mais válido.     Na noite desta quinta-feira (9), o desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) Eustáquio de Castro acatou o pedido do Governo do Distrito Federal (GDF) e suspendeu a decisão liminar que interrompia a reabertura do comércio não essencial. Desta forma, o GDF está novamente autorizado a prosseguir com a reabertura de bares, restaurantes, salões de beleza, academias

Salões de beleza e academias reabrem a partir de hoje no DF

Salões de beleza e academias reabrem a partir de hoje no DF A partir desta terça-feira (7), academias, salões de beleza, centros estéticos e barbearias ficam autorizadas a reabrir no Distrito Federal. A medida foi divulgada na última quinta-feira (2), contendo as datas de abertura de cada modalidade. Para funcionar, os estabelecimentos devem seguir protocolos de segurança, como distância mínima de dois metros entre as pessoas e o uso de equipamentos de proteção individual por funcionários. Nos salões de beleza e centros

GDF decreta reabertura total de comércios e escolas do Distrito Federal

GDF decreta reabertura total de comércios e escolas do Distrito Federal Nesta quinta-feira (2), o governador Ibaneis Rocha (MDB) autorizou  a reabertura total do comércio e a volta das aulas presenciais em escolas e universidades das redes públicas e particulares no Distrito Federal. As atividades estavam suspensas desde o dia 11 de março. A regra, no entanto, mantém suspenso o funcionamento de creches da capital, assim como a realização de eventos públicos, exceto os organizados em estacionamentos, no esquema drive-thru. Apesar da série

Imagem: TV Globo

Donos de comércio protestam por reabertura dos estabelecimentos no Distrito Federal

Donos de comércio protestam por reabertura dos estabelecimentos no Distrito Federal   Na manhã desta terça-feira, donos de bares, restaurantes, academias e salões de beleza protestaram em frente ao Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, para pedir a reabertura dos estabelecimentos na capital. Os setores estão impedidos de funcionar desde o dia 19 de março. Os manifestantes saíram em carreata pela Esplanada dos Ministérios e, no fim do percurso, se reuniram em frente ao prédio do Executivo local. Segundo a

Justiça Federal autoriza retomada de comércios com intervalo entre setores no DF

A juíza titular da 3ª Vara Federal Cível do DF, Kátia Balbino de Carvalho Ferreira, deferiu, em parte, a liminar sobre a ampliação do funcionamento de atividades não essenciais no Distrito Federal, em razão do novo coronavírus. Em sua decisão, a magistrada escalona a volta do comércio, com intervalo de 15 dias entre um setor e outro. Com isso, atacadistas, representantes comerciais e varejistas poderão abrir as portas, segundo o planejamento do Governo do Distrito Federal. A decisão também inclui a