fbpx

Rodoviários da Viação Marechal retomaram aos trabalhos após fim da paralisação

//Rodoviários da Viação Marechal retomaram aos trabalhos após fim da paralisação

Rodoviários da Viação Marechal retomaram aos trabalhos após fim da paralisação

 

Por Pablo Giovanni  | 📷 Foto: Internet/Divulgação

23/04/2021 11:04, atualizado às 11:06 de 23/04/2021 

 

Os rodoviários da Viação Marechal encerraram a paralisação e voltaram ao trabalho na manhã desta sexta-feira. A greve começou na quarta-feira (21) após os funcionários cobrarem o adiantamento de 40% do salário, que deveria ter sido pago até o dia 20.

O acordo de retomada dos trabalhos começou a ser costurado no feriado, quando o governador Ibaneis Rocha (MDB) participou da missa de comemoração do aniversário de Brasília na Catedral, afirmando que o repasse para a viação seria feito.

“A (greve) da Marechal (ônibus) é questão de pagamento. O pagamento deles atrasou um dia e, por conta disso, eles entraram em greve. Mas isso deve estar solucionado até a data de amanhã. Mas a dos metroviários, infelizmente, é uma greve totalmente política, que veio contra a concessão que está sendo analisada pelo Tribunal de Contas”, comentou o emedebista.

A viação acrescentou que, “nos últimos meses, o GDF fez os repasses corretamente, o que garantiu o pagamento dos salários dos trabalhadores. Sem o recurso, a empresa não tem condições de arcar com os compromissos”.

Prejudicada, as regiões de Águas Claras, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Guará e Vicente Pires começaram a notar o movimento da frota às 9h, quando os 441 ônibus da aviação começaram a circular nas cidades.

 

Posicionamento da Semob

A Secretaria de Transporte e Mobilidade do Distrito Federal (Semob) afirmou que a responsabilidade dos pagamentos aos rodoviários é da própria empresa, Viação Marechal e, portanto, faz repasses a viação e que esperava que a tabela de horário de circulação de ônibus fosse cumprida.

“O pagamento de salários e benefícios aos rodoviários é de responsabilidade da própria empresa, que dispõe de outros recursos para o cumprimento dessas obrigações. A Semob informa, ainda, que serão aplicadas as devidas penalidades pelo não cumprimento das tabelas horárias programadas”.

A pasta acrescentou que o GDF “está acompanhando a situação e determinou às demais operadoras para que reforcem as viagens das linhas que passam pela área operacional da Marechal, visando oferecer opção de transporte naquela região”.

 

Possivelmente uma outra greve

Após a paralisação dos rodoviários da Marechal, o Sindicato dos Rodoviários também emitiu uma nota informando a toda categoria que haverá uma possível greve na próxima semana, por 24 horas. No entanto, a categoria não pede a realização de atrasados, mas a inclusão dos motoristas e cobradores no grupo de vacinação contra a Covid-19.

Ato visando a pressão do governo, ao menos 25 vidas de rodoviários foram perdidas pela Covid-19 no DF. A categoria pede a inclusão dos profissionais junto com as forças de segurança, que estão sendo vacinados.

“A direção vem fazendo todo o esforço para conseguir seu objetivo por meio do diálogo, mas, infelizmente, o governo não parece estar disposto a atender a categoria. Vamos continuar investindo em uma saída negociada. Caso contrário, a paralisação será medida de força necessária”, diz o comunicado do sindicato.

 

 

Greve do Metrô

Outra greve que acontece simultaneamente é dos metroviários, que se arrastam pelo quinto dia. Desde segunda-feira (19), apenas 60% dos empregados estão nos seus postos nos horários de pico do transporte público. No restante do dia, apenas 40% da frota está em circulação.
Em nota divulgada nessa quarta-feira, o SindMetrô/DF detalhou os motivos para deflagrar a greve, que “veio a acontecer, em meio a uma pandemia, não por vontade, mas por necessidade”.
A categoria também reagiu à avaliação do governador de que a paralisação teria “motivação política”. “A concessão (do serviço) será uma luta na Justiça comum e em outros foros. Tão somente, portanto, nada tendo a ver com a greve dos metroviários, que é por salários e benefícios”.

Faz o seguinte, nos acompanhe nas nossas redes sociais. Dessa forma você fica sabendo primeiro DFÁguasClaras
Participe do Canal DFÁguasClaras de notícias e bastidores no TELEGRAM – https://t.me/dfaguasclaras
Além disso, para participar do nosso grupo de Whatsapp DFÁguasClaras, envie seu número para [email protected]
(Somente assuntos de Águas Claras).
Grupo DFÁguasClaras no Telegram (Capacidade de 100 mil membros): Envie email solicitando o ingresso [email protected]
DFÁguasClaras – Nossa Cidade Passa por Aqui!
No twitter siga: @DFAguasClaras
Facebook: www.facebook.com/dfaguasclaras
Youtube: www.youtube.com/dfaguasclaras

Você pode assinar o nosso PODCAST nas principais plataformas de áudio!

Spotify: https://open.spotify.com/show/2nS3gHAS4NacTdNbulW9bv?si=HePXG9zBToWZyZgWeP03fA

Podcast ITunes: https://podcasts.apple.com/br/podcast/df-aguas-claras/id1499932772

Google Podcast: https://podcasts.google.com/?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy9kYmI3ODhjL3BvZGNhc3QvcnNz

Todo projeto do DFÁguasClaras foi pensado de forma compartilhada e comunitária, por isso hoje carregamos a responsabilidade e o orgulho de ajudar Águas Claras a ser uma cidade melhor.