Polícia Militar Ambiental facilitou a adoção de 250 cães e gatos

//Polícia Militar Ambiental facilitou a adoção de 250 cães e gatos

Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Duzentos e vinte cães e 30 gatos ganharam casa nova com a ajuda do Batalhão da Polícia Militar Ambiental desde junho deste ano. Os animais são buscados na sede do batalhão, no Parque de Águas Claras.

A corporação da Polícia Militar Ambiental criou um grupo de WhatsApp para interessados em adotar animais resgatados após sofrerem maus-tratos. Em virtude do número elevado de queixas, o batalhão percebeu que poderia fazer mais pelas espécies domésticas apreendidas. Dessa forma, decidiram contar com o auxílio da tecnologia. Para participar do grupo, basta enviar mensagem e pedir para ser adicionado.

O trâmite para a adoção funciona assim:

  • A denúncia é recebida — pode ser feita de forma anônima e sem necessidade de comparecer ao batalhão;
  • Os policiais vão até o local para apurar;
  • Caso seja identificado o crime, o infrator é responsabilizado, e os bichos são apreendidos;
  • Após a apreensão, se o animal precisar de cuidados, acionam-se veterinários e protetores voluntários de animais;
  • Fotos dos cachorros ou gatos são postadas no grupo;
  • O interessado busca o animal na sede do batalhão, dentro do Parque Ecológico de Águas Claras, e assina um termo de compromisso.

Entretanto, por se tratar de apreensão após crime, é necessário que um juiz determine que o animal não volte para o antigo dono. Os responsáveis ressaltam que não somente danos físicos — como cortes ou feridas abertas — são considerados maus-tratos. Sancionado em 22 de maio deste ano, o Projeto de Lei nº 717 tipifica também atos que atentem contra a liberdade psicológica, comportamental, fisiológica, sanitária e ambiental dos bichos

Todavia, existem algumas dificuldades enfrentadas no processo. Por exemplo o fato de que animais de raça são adotados com muita facilidade, enquanto animais sem raça definida não tem a mesma sorte. Dessa forma, é importante ressaltar que cães e gatos sem raça definida também merecem ser acolhidos e ter um lar.

Por outro lado, em relação a animais abandonados que não sofreram violência, não é feito o resgate por não se tratar de crime. Ainda assim, pelo mesmo grupo, os policiais ajudam a divulgar e a achar interessados em adoção. Além disso, especialmente no período de fim de ano, muitos animais são abandonados. Para evitar que isso ocorra, os donos são orientados a encontrar lares temporários para os animais. Dessa forma, o abandono não é feito e o animal fica em segurança até ser adotado.

O número para entrar no grupo de adoção de animais domésticos vítimas de maus tratos é (61) 99351-5736. Dessa forma, basta enviar uma mensagem e aguardar ser adicionado.

 

Fonte: Agência Brasilia

Faz o seguinte, segue o nosso Instagram. Dessa forma você fica sabendo primeiro DFÁguasClaras

Além disso, para participar do nosso grupo de Whatsapp DFÁguasClaras, envie seu número para [email protected] ( Somente assuntos de Águas Claras).
Grupo DFÁguasClaras no Telegram (Capacidade de 100 mil membros): Envie email solicitando o ingresso [email protected]
DFÁguasClaras – Nossa Cidade Passa por Aqui!
No twitter siga: @DFAguasClaras
Facebook: www.facebook.com/dfaguasclaras 
Youtube: www.youtube.com/dfaguasclaras
Ouça toda terça às 20hs (Web Rádio DFÁguasClaras) o programa Vivendo Águas Claras, um bate papo sempre muito produtivo sobre nossa cidade. Além disso, sempre com um convidado especial e sorteios de brindes para nossos ouvintes.
Para ouvir basta acessar www.dfaguasclaras.com.br

Ademais, aqui em baixo você pode conferir uma entrevista ao nosso próprio jornal impresso contando sobre a história do DFÁguasClaras.
Todo projeto do DFÁguasClaras foi pensado de forma compartilhada e comunitária, por isso hoje temos a responsabilidade e o orgulho de ajudar Águas Claras a ser uma cidade melhor.

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.