fbpx

Metroviários anunciam greve por tempo indeterminado a partir de sexta no DF

//Metroviários anunciam greve por tempo indeterminado a partir de sexta no DF

Categoria garantirá operação de apenas 30% dos trens durante a greve. Principal reivindicação é pela assinatura do acordo coletivo que prevê benefícios aos trabalhadores

Funcionários do sistema metroviário do Distrito Federal anunciaram greve por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira (16/4). Decisão foi pleiteada em assembleia virtual no último domingo (11/4), que analisou as tratativas de negociação com a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários (Sindmetrô), não houve avanço e a categoria decidiu por decretar a paralisação.

A secretária de Comunicação e Mobilização do Sindmetrô, Meiry Rodrigues, explica que as negociações iniciaram em fevereiro, buscando um caminho para o cumprimento da sentença normativa concedida pela Justiça após a última greve, em 2019. “O Metrô não cumpriu todas as cláusulas da normativa. Tivemos várias reuniões, mas não foi possível chegar a um acordo porque a empresa queria acabar com vários benefícios. Em 1º de abril, expirou nosso prazo do acordo coletivo e estamos sem auxílio alimentação e com risco de perder também o plano de saúde. Não estamos pedindo aumento, estamos pedindo para assinar o acordo coletivo como era antes”, afirma Meiry.

Em 5 de abril, o sindicato entrou com um pedido junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para a mediação com a empresa em relação ao acordo coletivo. “Na época, o TRT pediu para não fazer a greve e esperar um acordo da empresa. Mas o Metrô fez foi retirar mais cláusulas”, pontuou Meiry. “Estamos fazendo a paralisação porque não tem jeito. Temos que lutar pelos nossos direitos. Estamos sem o auxílio alimentação, em um período de pandemia de uma categoria que não parou. A gente queria ter um reconhecimento”, conclui.

O secretário de Relação Sindical, Hugo Lopes, ressalta que na próxima quinta-feira (15/4) haverá uma nova assembleia virtual para deliberar sobre as tratativas da greve, bem como o percentual mínimo de funcionamento, que a princípio será de 30%. “Não queremos essa greve. Sabemos que não é o momento propício para se fazer uma paralisação, inclusive no transporte público, porque estamos em meio à pandemia. Mas estamos sendo obrigados a partir para a greve, não tem outro jeito, infelizmente”, pontua Hugo.

Em nota, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) informou que, até o momento, não recebeu nenhuma comunicação oficial do SindMetrô-DF sobre uma provável paralisação dos empregados na próxima sexta-feira (16/4). “A companhia lamenta que o SindMetrô-DF não tenha aceitado nenhuma das propostas apresentadas pela empresa, principalmente em relação a questões como a quebra de caixa, onde auditoria apontou desproporcionalidade nos valores pagos aos agentes de estação – cerca de R$ 6 milhões nos últimos cinco anos”, destacou a empresa.

Segundo o Metrô-DF, outro item solicitado pelo sindicato foi a manutenção do privilégio do 13° pagamento do auxílio alimentação, no valor de R$ 1.275 — atual valor mensal do benefício pago aos funcionários. “O 13° do auxílio alimentação foi considerado ilegal pela auditoria, pois contraria as normas do Programa de Alimentação do Trabalhador – PAT”, explica, em nota, sobre a retirada desse benefício diante da proposta apresentada pela categoria.

Na última sexta-feira (9/4), após reunião com o Metrô-DF, o SindMetrô-DF comunicou à Justiça do Trabalho que não se chegou a nenhum acordo em função de sua recusa às propostas apresentadas pela companhia. “A empresa ressalta que a ameaça ao cidadão de uma possível paralisação não visa garantir direitos à categoria, uma vez que todos os benefícios solicitados e legalmente amparados foram concedidos na proposta apresentada”, afirma a companhia.

Fonte: CB

Faz o seguinte, nos acompanhe nas nossas redes sociais. Dessa forma você fica sabendo primeiro DFÁguasClaras
Participe do Canal DFÁguasClaras de notícias e bastidores no TELEGRAM – https://t.me/dfaguasclaras
Além disso, para participar do nosso grupo de Whatsapp DFÁguasClaras, envie seu número para [email protected]
(Somente assuntos de Águas Claras).
Grupo DFÁguasClaras no Telegram (Capacidade de 100 mil membros): Envie email solicitando o ingresso [email protected]
DFÁguasClaras – Nossa Cidade Passa por Aqui!
No twitter siga: @DFAguasClaras
Facebook: www.facebook.com/dfaguasclaras
Youtube: www.youtube.com/dfaguasclaras

Você pode assinar o nosso PODCAST nas principais plataformas de áudio!

Spotify: https://open.spotify.com/show/2nS3gHAS4NacTdNbulW9bv?si=HePXG9zBToWZyZgWeP03fA

Podcast ITunes: https://podcasts.apple.com/br/podcast/df-aguas-claras/id1499932772

Google Podcast: https://podcasts.google.com/?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy9kYmI3ODhjL3BvZGNhc3QvcnNz

Todo projeto do DFÁguasClaras foi pensado de forma compartilhada e comunitária, por isso hoje carregamos a responsabilidade e o orgulho de ajudar Águas Claras a ser uma cidade melhor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.