fbpx

Crianças em casa: riscos e cuidados.

//Crianças em casa: riscos e cuidados.

Quem tem crianças em casa sabe que um segundo de distração, pode gerar um acidente, mas, como prevenir e agir nesses casos?

 

De acordo com o Criança Segura Brasil, acidentes são a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil

E com essa quarentena interminável, as crianças estão mais tempo em casa. Com isso, vem o tédio pra muitas e o despertar da curiosidade pra mexer em objetos e produtos que antes passavam despercebidos.

È preciso muitas vezes ter imaginação para praticar atividades com as crianças em casa para que gastem sua energia de forma saudável e não ficarem entediadas.

Contudo, se tratando de prevenção e como agir caso algo aconteça, existem métodos simples que quero abordar com vocês:

  • Nunca deixar objetos pontiagudos ao alcance das crianças;
  • Não deixe crianças pequenas no banheiro sem supervisão;
  • Na cozinha, mantenhas os cabos das panelas voltados pra dentro, fora do alcance dos pequenos;
  • Medicamentos e produtos de limpeza, sempre armazenados em locais fechados e se possível, com tranca;
  • Evite colocar tapetes em locais onde as crianças costumam correr, para não tropeçar;
  • Fique de olho na criança enquanto ela brinca, principalmente nas menores, para não engolir brinquedos pequenos;
  • Cuidado com as quinas pontudas! Use protetores de quina nos móveis;
  • Não deixe a criança sozinha na área da piscina para evitar um afogamento e mantenha a piscina coberta quando não estiver usando;
  • Se mora em apartamento, não esqueça de colocar telas de proteção e fazer a manutenção periódica;
  • Fique atento ás suas plantas! Algumas podem ser tóxicas para animais e crianças. Busque se informar sobre esses cuidados ao comprar sua plantinha.

Claro que esses são alguns cuidados e busquei citar os mais comuns que até mesmo já cheguei a atender no hospital.

Mas e aí, aconteceu um acidente, o que fazer? Em primeiro lugar, sempre falo para os meus pacientes e pais: Mantenham a calma! Eu sei que é difícil se manter  calmo ao ver seu filho machucado, mas se manter tranquilo nesse momento é fundamental para o socorro da criança. E o que fazer então?

  • Em caso de queimaduras, não passe pomadas nem outro produto no local. Coloque o membro atingido da criança debaixo da água corrente por alguns minutos, cubra levemente com um pano limpo e leve ao serviço de emergência;
  • Se for uma queda e você perceber que a criança pode ter quebrado ou deslocado algum membro e batido forte a cabeça, a mantenha no local em segurança. Remover a criança nesse momento pode agravar uma possível lesão. A mantenha calma e ligue ou peça para que alguém ligue para o Samu;
  • Se a criança convulsionar e estiver caída no chão, vire-a de lado, apoie sua cabeça, ligue para o serviço de emergência. Caso a crise passem de toda forma busque levá-la ao hospital para verificar a causa da convulsão;
  • Se a criança se engasgar, abrace-a pelas costas, na altura do peito, e faça pequenas compressões com as mãos. Isso facilitará a saída do objeto ou alimento. Caso fique inconsciente, chame imediatamente uma ambulância;
  • Se a criança ingeriu algum produto químico, gerando uma intoxicação, leve-a imediatamente para o hospital. A recomendação é levar também a embalagem do produto que causou a intoxicação;
  • No caso de afogamento, ao retirar a criança da água, observe se ela respira, se não, coloque-a em deitada com a barriga voltada para cima e inicie a massagem cardíaca, 30 compressões ( com uma mão em crianças pequenas e com as duas em crianças a partir dos 6 anos ) e sugue levemente a água com a boca pelo menos 2 vezes intercalando esse processo. Enquanto isso alguém deverá já estar chamando ajuda.

Esse é um tema que precisaria de pelo menos três colunas, mas tentei aqui, resumir um pouco. Ainda vamos falar mais sobre isso ao longo do ano!

O mais importante de tudo é, que a sua calma nesse momento, é o que vai acalmar e dar segurança para a criança na hora do medo ao sofrer um acidente. Analisar se é preciso o acionamento do serviço de emergência é fundamental.

Ensine sempre também os pequenos sobre os cuidados em casa e até na rua. Essa orientação é muito importante.

 

Espero ter ajudado com essas dicas e aguardo vocês na próxima semana na coluna Café com Saúde!

Eu sou Prof. Enf. Nádia Teixeira.

Instagram: @prof.nadia_cst

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.