Cresce o número de comerciantes de rua em Águas Claras

//Cresce o número de comerciantes de rua em Águas Claras

Nos últimos meses, o número de comerciantes nas ruas de Águas Claras tem crescido. Muitos deles não tem autorização para vender seus produtos, o que gera discordância entre os moradores.

Recentemente, a moradora Marilena, da Rua Alecrim, nos procurou para levantar a questão do número crescente de comerciantes nas ruas de Águas Claras. Essa é uma prática que tem sido comum na cidade. No entanto, alguns moradores tem se sentido incomodados com essa questão. Por isso, o DFAguasClaras resolveu levantar essa discussão nos grupos de moradores para compreender melhor a opinião das pessoas acerca do assunto.

Alguns moradores nos procuraram e fizeram reclamações acerca dessa prática. Para eles, a quantidade de vendedores ambulantes na cidade gera insegurança e acaba sendo incômodo esteticamente para a cidade. A grande reclamação é de que não há fiscalização para esse tipo de vendedores. Em alguns locais, a concentração de barracas de comércio de ruas é enorme, como na praça da estação Arniqueiras, no lado norte. Dessa forma, alguns moradores alegam que chegaram em entrar em contato com a administração para uma possível fiscalização. Entretanto, a informação passada é de que os órgãos responsáveis não deram o devido retorno nem compareceram ao local.

Em contrapartida, para boa parte das pessoas questionadas a prática não incomoda. Algumas pessoas dizem ser a favor, contanto que haja uma regulamentação. O morador Henrique Soares, relatou “Serem vendedores de rua é a forma que cada um encontrou para si como forma de sobrevivência. Podem trazer uma sensação de insegurança ou, dependendo da situação, prejuízos aos comerciantes. Apesar disso é uma forma mais honesta de ganhar dinheiro do que simplesmente pedir ou partir para a criminalidade. É uma situação complicada, mas temos que entender o lado deles.”

De fato, é importante enfatizar que a prática de comerciar produtos nas ruas sem a devida regulamentação é considerada ilegal. Ademais, é importante que, mesmo que a venda seja regulamentada, haja uma inspeção frequente por parte dos órgãos responsáveis. Dessa forma, será possível se certificar de que os produtos estão sendo vendidos da forma adequada e sem causar prejuízos tanto para os compradores, como para os moradores da cidade. Do mesmo modo, é preciso compreender que vendedores ambulantes muitas vezes estão apenas buscando recursos para seu sustento.

Ademais, e você, o que acha do assunto?

Faz o seguinte, segue o nosso Instagram que você fica sabendo primeiro DFÁguasClaras

Para participar do nosso grupo de whatsapp DFÁguasClaras, envie seu número para [email protected] ( Somente assuntos de Águas Claras).
Grupo DFÁguasClaras no Telegram (Capacidade de 100 mil membros): Envie email solicitando o ingresso [email protected]
DFÁguasClaras – Nossa Cidade Passa por Aqui!
No twitter siga: @DFAguasClaras
Facebook: www.facebook.com/dfaguasclaras 
Youtube: www.youtube.com/dfaguasclaras
Ouça toda terça às 20hs (Web Rádio DFÁguasClaras) o programa Vivendo Águas Claras, um bate papo sempre muito produtivo sobre nossa cidade. Sempre com um convidado especial e sorteios de brindes para nossos ouvintes.
Para ouvir basta acessar www.dfaguasclaras.com.br

Aqui em baixo você pode conferir uma entrevista ao nosso próprio jornal impresso contando sobre a história do DFÁguasClaras.
Todo projeto do DFÁguasClaras foi pensado de forma compartilhada e comunitária, por isso hoje temos a responsabilidade e o orgulho de ajudar Águas Claras a ser uma cidade melhor.

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.