Como a Covid-19 afeta crianças com Transtorno do Espectro Autista.

/, Notícias da Cidade/Como a Covid-19 afeta crianças com Transtorno do Espectro Autista.

Sabemos que o autismo não coloca uma criança no grupo de risco para o Coronavírus, porém, esses dias de quarentena podem exigir alguns cuidados especiais com os pequenos.

 

Encerrando o mês de julho, recebo Mylena Alves, acadêmica do oitavo semestre de fonoaudiologia,  mais uma convidada especial para a coluna Café com Saúde.

Acompanhe, deixe suas dúvidas ou depoimentos nos comentários! Participe!

 

Nádia: Vamos começar essa entrevista, explicando para os nossos leitores: O que é o Autismo?

Mylena: “O transtorno do espectro do autismo (TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento caracterizado por déficits na interação social e na comunicação. Com presença de comportamentos e interesse restritos e repetitivos que são tipicamente detectáveis na primeira infância.”

 

Nádia: Como as mudanças de rotina podem afetar a criança ou adolescente com autismo?

Mylena: “Crianças e adolescentes com autismo gostam e precisam de uma rotina. É um elemento que acalma e organiza o indivíduo com TEA. Essa alteração de rotina pode causar muito estresse para qualquer um. Então, para as famílias com crianças e adolescentes autistas somam-se ainda mais outras preocupações que podem gerar alterações comportamentais como: irritabilidade, impaciência e agressividade.”

 

Nádia: Como os pais ou responsáveis podem aproveitar esse tempo e ajudá-los?

Mylena: “Mediante o cenário atual é necessário uma adaptação para a nova rotina de atividades em casa. As atividades desenvolvidas podem incluir: O reconto de histórias, que possibilita um enriquecimento da linguagem e estimulação da imaginação, além de estimular o gosto pela oralidade, pronuncia correta das palavras e melhora na comunicação.
Com isso, os momentos de interação em família são muito importantes, pois o contato que a criança tem com a linguagem é através do outro e durante os momentos de lazer, nomeie ações, objetos, cores e formas.”

 

Nádia: Essas atividades em casa podem ajudar no desenvolvimento das crianças?
Mylena: “Com certeza! Isso é essencial. Pois envolve a imitação, resolução de problemas por combinação mental de ações e imagens mentais. Contudo, as famílias podem explorar os cantos da casa de várias formas, como por exemplo: Uma sala de estar pode-se tornar um cinema, ou um teatro de bonecos de meia.

 

Mylena ainda acrescenta: “Fique atento! Reconhecer e envolver a família no processo terapêutico é essencial para o melhor desenvolvimento das nossas crianças pois, os pais aprendem mais sobre a dificuldade da criança e reproduz o que foi aprendido em terapia em casa. Além de ser um momento prazeroso de interação entre pais e filhos.”

E é isso mesmo! È preciso ter esses momentos de interação com as crianças.

Falar sobre esse tema nos daria inúmeras colunas, pois é fascinante poder falar sobre o comportamento humano, principalmente envolvendo o universo infantil que é tão delicado e precisa ser tratado com muito amor para o bom desenvolvimento de qualquer criança ou adolescente.

E você, quer saber mais sobre esse mundo e conhecer mais um pouco sobre o trabalho do Fonoaudiologo?

Acompanhe o trabalho de Mylena Alves! Ela é Acadêmica de Fonoaudiologia do 8º semestre e assistente Terapêutica Modelo Denver de Intervenção precoce em crianças com autismo.

Instagram: @fonomylenaalvez

 

Eu sou Enf. Prof. Nádia Teixeira, e temos um encontro marcado toda quinta-feira aqui, na coluna Café com Saúde!

Instagram: prof.nadia_cst

 

COMECE O SEU DIA COM MAIS SAÚDE E INFORMAÇÃO!

3 Comments

  • Uau ótima matéria!!!!

    MATHEUS ALVES MESQUITA 30.07.2020
  • Essa fono simplesmente sensacional

    MATHEUS ALVES MESQUITA 30.07.2020
  • Muito importante essas dicas! A Mylena é uma profissional incrível ❤️❤️

    Rayenne Bendor 30.07.2020

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.