Alerta: Casos de dengue no DF aumentam mais que o dobro em relação a 2018

//Alerta: Casos de dengue no DF aumentam mais que o dobro em relação a 2018

O Distrito Federal já registrou mais de 660 casos de dengue em 2019. O aumento foi de mais que o dobro de casos com relação ao ano passado. A situação é considerada alarmante.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal registrou 666 casos de vítimas da dengue até a primeira semana de fevereiro de 2019. Inesperadamente, o número totalizou mais que o dobro do registrado no mesmo período de 2018, que foi de 267. Ademais, os dados mostram que, somente no início deste ano, o DF já contabilizou três mortes. Destes, dois são moradores do DF e uma pessoa de outro estado porém que recebeu atendimento nas unidades de saúde de Brasília. Ao passo que no ano passado, o DF teve apenas um óbito causado pela doença.

As cidades com maior número de registro foram: Itapoã, Jardim Botânico, Paranoá e São Sebastião. Juntas, elas totalizaram 180 casos. As regiões de Águas Claras, Taguatinga, Vicente Pires, Samambaia e Recanto das Emas somaram 80 notificações. No último boletim divulgado, a vigilância admitiu que o aumento expressivo no número de casos prováveis de dengue até o momento é “preocupante”.

O que fazer?

O governo do DF anunciou, em janeiro, uma fiscalização através do uso de drones para identificar possíveis focos do Aedes aegypti em regiões do Distrito Federal. Nesse caso, a fiscalização ocorre inclusive em propriedades privadas que estejam sem abertura. Com o intuito de facilitar a fiscalização, esse método foi aprovado em 2017 pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ademais, foi anunciado que 760 profissionais serão colocados nas ruas para fazer inspeções e dar orientações à população.

A comunidade pode colaborar com a prevenção de diversas formas como evitar deixar água parada em suas casa e condomínios. Dessa forma, é preciso estar atento o tempo todo não só na sua residencia como nos locais de proximidade. Além disso, uma boa dica é estar em contato com a vizinhança. Caso haja, por exemplo, mais de um caso de dengue em um local próximo, isso pode ser sinal de que há focos do mosquito ao redor. Neste caso, o melhor a se fazer é notificar acerca dos focos pelos telefones 160 ou 2017-1344.

*Com informações do portal G1. Foto por: Revista ABRALE

Faz o seguinte, segue o nosso Instagram. Dessa forma você fica sabendo primeiro DFÁguasClaras

Além disso, para participar do nosso grupo de Whatsapp DFÁguasClaras, envie seu número para [email protected] ( Somente assuntos de Águas Claras).
Grupo DFÁguasClaras no Telegram (Capacidade de 100 mil membros): Envie email solicitando o ingresso [email protected]
DFÁguasClaras – Nossa Cidade Passa por Aqui!
No twitter siga: @DFAguasClaras
Facebook: www.facebook.com/dfaguasclaras 
Youtube: www.youtube.com/dfaguasclaras
Ouça toda terça às 20hs (Web Rádio DFÁguasClaras) o programa Vivendo Águas Claras, um bate papo sempre muito produtivo sobre nossa cidade. Além disso, sempre com um convidado especial e sorteios de brindes para nossos ouvintes.
Para ouvir basta acessar www.dfaguasclaras.com.br

Ademais, aqui em baixo você pode conferir uma entrevista ao nosso próprio jornal impresso contando sobre a história do DFÁguasClaras.
Todo projeto do DFÁguasClaras foi pensado de forma compartilhada e comunitária, por isso hoje temos a responsabilidade e o orgulho de ajudar Águas Claras a ser uma cidade melhor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.